Isenções sem controle farão TCU aprovar contas de Temer ‘com ressalvas’

Farra nas isenções fiscais custam ao Brasil R$354 bilhões (um Uruguai!)

As advertências dos ministros do TCU foram ignoradas pelo governo Temer. Foto: Marcelo Camargo/ABr

O Tribunal de Contas da União (TCU) deve aprovar “com ressalvas” as contas do governo Michel Temer de 2017, nesta quarta-feira (13). Ministros no TCU acusam o governo Temer de total descontrole nas isenções fiscais, que custaram ao País R$ 354 bilhões, considerados apenas os tributos federais. Isso corresponde a quase o PIB (Produto Interno Bruto) do Uruguai e a mais de 5,4% do PIB brasileiro.

O déficit primário de 2017 foi a R$119,4 bilhões: privilégios tributários e creditícios foram 3 vezes maiores que o rombo nas contas públicas.

O País quebrou, mas alguns privilegiados nadam em benefícios concedidos pelo governo do PT, agora mantidos no governo Temer.

Os ministros do TCU devem subir o tom na sessão de julgamentos sobre o descontrole de programas de isenção fiscal do governo.

O governo Temer tem ignorado as advertências dos ministros do TCU sobre esse descontrole nas isenções fiscais. O caldo vai entornar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *