A revolta prefeito cassado Júlio Lóssio

 Júlio Lossio (PMDB), prefeito de Petrolina, inconformado com a cassação do seu mandato insinuou que o governo estadual interferiu no TRE para tirá-lo da prefeitura. Postura igual teve Armando Souto (PDT) após eleger-se prefeito de Água Preta em 2012. Impedido de tomar posse porque a convenção do seu partido foi anulada, ele pôs a culpa no “Palácio”.

Ele já recorreu da decisão ao Superior Tribunal  Eleitoral, caso retorne ao cargo, não terá a mesma firmeza para direcionar os destinos do município porque o desgaste é grande, e ainda responderá por outros processos.  No seio da oposição já se comenta no possível caso de prisão relacionado aos outros processos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.