A trajetória política de Lula

default

Lula e as greves do ABC

Em 1975, Lula foi eleito presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema e ganhou projeção nacional ao liderar uma série de greves no final da década. Em 1980, foi preso e processado com base na Lei de Segurança Nacional após comandar uma paralisação que durou 41 dias. Lula ficou 31 dias no cárcere do Dops (Departamento Estadual de Ordem Política e Social).

Brasilien Arbeiterpartei Luiz Inacio Lula da Silva 1979

Fundação do PT

Em 10 de fevereiro de 1980, pouco antes de ser preso, Lula ajudou a fundar o Partido dos Trabalhadores (PT) com apoio de intelectuais e sindicalistas. Em maio do mesmo ano, ao sair do cárcere, foi eleito o primeiro presidente do partido. O pernambucano, então, ingressaria de vez na política: em 1982, concorreu ao governo de São Paulo e, em 1986, foi eleito deputado constituinte.

default

A campanha de 1989

O PT lançou a candidatura de Lula nas primeiras eleições presidenciais diretas após o fim do regime militar. Com uma imagem de operário e um discurso de esquerda, Lula provocou temor em vários setores da economia, que se alinharam ao candidato Fernando Collor. O petista foi derrotado no segundo turno, depois de uma campanha que envolveu acusações de manipulação da imprensa em favor de Collor.

Brasilien Präsidentschaftskandidat Luiz Inacio Lula da Silva 1994

A campanha de 1994

No embalo das primeiras denúncias de irregularidades no governo Collor, Lula lançou, em 1992, o movimento “Fora Collor” em apoio ao impeachment. Em 1994, concorreu novamente à presidência, com Aloizio Mercadante como vice, mas foi derrotado no primeiro turno por Fernando Henrique Cardoso (PSDB), lançado como “pai do Plano Real”. O PT, por outro lado, elegia seus primeiros governadores (DF e ES).

default

A campanha de 1998

Em 1998, Lula sofreu uma das suas piores derrotas eleitorais. À época, o petista teve como candidato a vice o ex-governador Leonel Brizola (PDT), um dos seus rivais na eleição de 1989 e com quem disputava a hegemonia na esquerda brasileira. A fórmula não deu certo. Lula obteve só 31% dos votos e não chegou ao segundo turno. O então presidente Fernando Henrique Cardoso foi reeleito com 53%.

Brasilien Präsident Luiz Inacio Lula da Silva Amtseinführung in Brasilia

A posse de Lula

O eterno candidato do PT finalmente assumiu a Presidência em janeiro de 2003, após oito anos de governo do PSDB. Lula foi eleito com 61% dos votos válidos no segundo turno. A vitória foi alcançada após uma intensa campanha, que vendeu uma imagem mais moderada do petista – simbolizada no slogan “Lulinha paz e amor” – com o objetivo de acalmar os mercados e ampliar o eleitorado do partido.

default

Economia em alta

Após as turbulências no final do governo Fernando Henrique Cardoso, a economia brasileira voltou a crescer com Lula, embalada sobretudo pelo boom das commodities. Foi o período da descoberta do Pré-Sal e investimentos em grandes obras de infraestrutura. O crescimento médio do PIB no segundo mandato chegou a 4,6%. O bom momento catapultou a popularidade de Lula, que chegou a 87% no final de 2010.

Transferleistungsprogramm der brasilianischen Regierung Bolsa Familia

Queda na desigualdade

Os programas sociais lançados por Lula, como Minha Casa, Minha Vida e ProUni, também contribuíram para a popularidade do presidente. O Bolsa Família, criado em 2004 a partir da unificação de outros programas de transferência de renda, se tornaria o carro-chefe. Quase 28 milhões de brasileiros saíram da zona de pobreza nos oito anos do governo Lula, afirmou um balanço em 2010.

default

O escândalo do mensalão

Em 2005, o governo Lula foi atingido em cheio pelo escândalo de compra de votos de deputados, o mensalão. Apesar do desgaste, Lula sobreviveu à crise. Outros, como o ministro José Dirceu, uma das figuras fortes do governo, caíram em desgraça. No início, Lula afirmou que assessores o haviam “apunhalado”, mas depois mudou o discurso e disse que o caso era uma invenção da oposição e da imprensa.

default

A eleição de Dilma

Em 2007, logo após ser reeleito com mais de 60% dos votos, Lula começou a preparar o terreno para a sua sucessão. Como sucessora, ele escolheu a sua então ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, uma tecnocrata sem experiência nas urnas. Nos três anos seguintes, Lula promoveu a imagem de Dilma junto aos brasileiros. A estratégia funcionou, e ela foi eleita em 2010.

Angela Merkel, Jan Peter Balkenende, Lula e Barack Obama conversam animadamente

Prestígio mundial

Durante a Presidência, Lula gozou de prestígio mundial e se reuniu com os mais importantes chefes de Estado do planeta. Em abril de 2009, em um encontro do G20, o presidente dos EUA na época, Barack Obama, cumprimentou o colega e disse: “Adoro esse cara! O político mais popular da Terra”. No mesmo ano, Lula apareceu em 33º lugar na lista das pessoas mais poderosas do mundo da revista Forbes.

Brasilien Wahlkampf

Luta contra o câncer

Em outubro de 2011, Lula foi diagnosticado com câncer na laringe, sendo submetido a um agressivo tratamento – pela primeira vez desde 1979, ele aparecia sem a barba. Exames apontaram a remissão completa do tumor cerca de cinco meses depois, e Lula voltou a se engajar nas campanhas do PT. Uma das grandes vitórias eleitorais de 2012 foi a de Fernando Haddad na Prefeitura de São Paulo.

Brasilien Sao Bernardo do Campo Apartment Lula da Silva

Lula e a Lava Jato

Em março de 2016, Lula foi alvo de um mandado de condução coercitiva pela Operação Lava Jato, que investiga o escândalo de corrupção na Petrobras. O ex-presidente foi levado para depor sobre um sítio em Atibaia, um tríplex no Guarujá e sua relação com empreiteiras investigadas na Lava Jato. No mesmo dia, a PF cumpriu mandados em residências do petista e de sua família, além do Instituto Lula.

Luiz Inacio Lula da Silva Präsident von Brasilien

Réu em diferentes processos

Nos meses seguintes, Lula foi denunciado por uma série de crimes, como corrupção passiva, lavagem de dinheiro, obstrução da Justiça e tráfico de influência, tornando-se réu em cinco processos diferentes, inclusive na Lava Jato. O petista sempre desmentiu as acusações, negou a prática de crimes e disse ser vítima de perseguição política. Ele também nega ser proprietário dos imóveis investigados.

Foto do velório de Marisa. Ao fundo, um grande painel em preto e branco com uma foto de Lula beijando Marisa. À frente, coroas de flores e pessoas abraçando Lula.

Morre Marisa Letícia

Em fevereiro de 2017, morre a ex-primeira-dama Marisa Letícia. Lula e Marisa se conheceram em 1973, no Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo. Ela esteve ao lado do marido durante a ascensão política dele, desde os tempos do sindicato, quando liderou passeata em apoio a sindicalistas presos, passando pela fundação do PT, costurando a primeira bandeira do partido, até a Presidência.

Richter Sergio Moro und Ex-Präsident Brasiliens Lula da Silva (Abr)

Depoimento a Moro

Em maio de 2017, o ex-presidente se apresentou pela primeira vez como réu perante o então juiz Sergio Moro. Em depoimento prestado em Curitiba, Lula voltou a negar as acusações e alegou estar sendo perseguido politicamente. Ele ainda exigiu a apresentação de provas de que seja dono dos imóveis em Guarujá e Atibaia. O interrogatório foi o último passo antes da sentença dentro da Operação Lava Jato.

À noite, Lula discusa para milhares de pessoas.

Caravana pelo país

Visando uma nova candidatura à Presidência no ano seguinte, Lula começa em 2017 uma caravana pelo Brasil, reunindo milhares de pessoas. Em junho de 2018, o PT confirma a pré-candidatura de Lula, mesmo com ele já preso. Em agosto, o Tribunal Superior Eleitoral impede que ele concorra. Como sucessor, Lula escolhe Fernando Haddad, que chega ao segundo turno, mas é derrotado por Jair Bolsonaro.

Brasilien ehemaliger Präsident Luiz Inacio Lula da Silva (picture alliance/AP/E. Peres)

Lula é condenado

Réu em outros processos, Lula foi condenado pela primeira vez em 12 de julho de 2017. A sentença do juiz Sergio Moro determinou 9 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva. O TRF-4 confirmou a condenação em segunda instância, além de aumentar a pena para 12 anos e um mês de prisão. É a primeira vez que um ex-presidente é condenado por corrupção no Brasil.

Manifestantes pedem prisão de Lula

Derrota no STF

Por 6 votos a 5, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) negaram, em 4 de abril de 2018, um pedido de habeas corpus preventivo apresentado pela defesa de Lula para evitar uma eventual prisão após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça Federal. Manifestantes contrários e a favor de Lula foram às ruas por ocasião do julgamento.

Lula cercado por uma multidão de apoiadores

Lula se entrega à PF

Em 7 de abril de 2018, Lula se entregou à Polícia Federal, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo e Diadema, após ordem de prisão expedida por Sergio Moro. Antes de se entregar, Lula fez um discurso acalorado aos apoiadores. De Congonhas, Lula partiu de avião para Curitiba, onde começou a cumprir sua pena.

Movimento Lula Livre

Vigília em frente à PF em Curitiba

Depois da prisão de Lula, apoiadores do ex-presidente se revezaram em um acampamento em frente à Polícia Federal de Curitiba, onde Lula permaneceu preso. O local recebeu constantes visitas de políticos e de artistas de esquerda, do Brasil e do exterior. Apoiadores também realizaram caravanas pelo país, com o slogan “Lula Livre”.

Saída de Lula da prisão em Curitiba

Solto após 19 meses na prisão

Lula deixou a prisão em 8 de novembro de 2019, depois de passar um ano e sete meses na sede da Polícia Federal em Curitiba. A soltura ocorreu após o STF derrubar uma decisão que autorizava a prisão em segunda instância, beneficiando diretamente o petista, que passou a recorrer em liberdade. Após deixar a prisão, Lula fez um discurso para apoiadores repleto de críticas à Lava Jato.

Autoria: Jean-Philip Struck, Érika Kokay, Leila Endruweit

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *