Advogado garante que terreno da Fundação Banco de Olhos foi comprado legalmente

Da Redação

Respondendo às acusações de ter vendido um terreno federal como se fosse do município, sem autorização da Secretaria do Patrimônio da União, o ex-prefeito de Petrolina e deputado estadual Odacy Amorim (PT) alegou que o próprio prefeito Julio Lossio (PMDB) também teria comprado uma área ilegalmente e por um preço abaixo do valor de mercado, onde hoje funciona a Fundação Banco de Olhos.

Em entrevista ao programa Nossa Voz – Grande Rio FM, na manhã de sexta (25), o advogado da instituição, Rafael Cavalcanti, negou qualquer irregularidade na compra da área. “Ao contrário dele, o prefeito Julio Lóssio conseguiu uma autorização da Secretaria do Patrimônio da União para comprar o terreno. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União em 2004”.

Na oportunidade ele teceu críticas contra Odacy. “Além disso, se ele alega que o terreno foi vendido a preço abaixo do valor de mercado, é ele quem deve dar explicações. Afinal, o próprio contratou uma equipe na época para avaliar o terreno e, ainda, era o prefeito”, destacou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *