Aí não me meto!

Não se sabe onde o ministro Marco Aurélio (STF) estava com a cabeça quando determinou por liminar que a eleição para a mesa do Senado fosse aberta e não secreta como prevê o regimento da Casa. Isso é “intromissão indevida” em assuntos internos de outro poder. Mas, em boa hora, o presidente Dias Toffoli cassou a liminar e estendeu sua decisão à eleição da mesa da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *