Ala do Ministério Público quer abastecer SUS de cloroquina, droga descartada pela OMS

O grupo conservador advoga a favor dos medicamentos em reuniões com médicos, agentes públicos e também na Justiça

Redação
Foto: Ilustrativa/Freepik
Foto: Ilustrativa/Freepik

 

O uso de cloroquina, hidroxicloroquina e do vermífugo nitazoxanida para o tratamento contra a Covid-19 tem sido defendido por membros de uma ala do Ministério Público autointitulada MP Pró-Sociedade. O grupo conservador advoga a favor dos medicamentos em reuniões com médicos, agentes públicos e também na Justiça.

Um dos argumentos do grupo, que já foi alvo de processo disciplinar do Conselho Nacional do Ministério Público por criticar publicamente as recomendações dadas pelo MP com relação à pandemia é que, mesmo com a orientação do Ministério da Saúde autorizando o uso de cloroquina em casos mais leves da doença, o medicamento não tem sido distribuído na rede pública.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *