Ameaça ao poder: Wassef diz que guarda “a sete chaves” provas “que ninguém imagina” de sua relação com Bolsonaro

[Wassef diz que guarda

Interlocutores do advogado Frederick Wassef, ex-defensor de Flávio Bolsonaro e – segundo ele – ainda representante do presidente Jair Bolsonaro, afirmam que ele pretende conceder em breve uma entrevista à TV sobre a morte do miliciano Adriano da Nóbrega.

De acordo com informações do colunista de O Globo, Lauro Jardim, em conversa com pessoas próximas Wassef teria dito que vai “explodir todo mundo em rede nacional ao vivo”, e que políticos poderosos do Rio de Janeiro mandaram assassinar o ex-policial.

O defensor diz ter provas disso, e que essas mesmas pessoas iriam executar o também ex-policial militar, e ex-assessor parlamentar, Fabrício Queiroz. Nestas conversas, de acordo com publicação, Wassef disse que falou com Bolsonaro no dia da prisão de Queiroz.

Também segundo Jardim, Wassef faz questão de elogiar o presidente e de mostrar que a proximidade entre ambos segue inabalada. Ele diz guardar provas dessa relação.

“Não dá pra negar uma história que está registrada com tantas fotos e filmes. Fora aqueles que eu tenho comigo e que ninguém nem sonha e nem imagina. Está tudo guardado a sete chaves e mesmo se a bandidagem do Rio quiser fazer busca e apreensão não vai encontrar nada”, teria dito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *