APLB consegue unir vereadores no apoio à greve dos professores

Por Thalita Bezerra – Ação Popular

Diante da insensibilidade do Governador da Bahia Jaques Wagner (PT), em não conversar com os professores da rede estadual e municipal para negociar os acordos referentes à greve que já se arrasta por mais de 48 dias, a APLB Juazeiro conseguiu unir os vereadores no apoio à greve com a categoria.

Para o diretor da APLB Antônio Carlos falta “a indignação da sociedade” com a forma com que são tratados os professores. “Enquanto a sociedade não se indignar o governo vai achar que é dono do poder. O governador não é dono do poder. O poder emana do povo não do Governador”, disse.

Por outro lado, o diretor afirmou que não existe nenhuma preocupação do governo com a educação no estado. “Estamos em 48 dias de greve e não há nenhuma manifestação positiva do governo Wagner, estamos vendo como está à situação da Bahia, professores parados, o transporte na mesma, e agora começou a greve das escolas particulares. Enquanto isso a ‘beleza’ de nosso governador fazendo turismo pela Europa vendendo a imagem de uma Bahia que não existe. Ele hoje é considerado o governador que mas tem viajado pelo mundo gastando o dinheiro – quer dizer o nosso”.

Diante da situação, os vereadores Nilson Alves (PTB), Alecssandre Tanuri (PSDB), Antonio dos Santos (PT), Benedito Marques (PSDB), Crisostomo Lima (PCdoB), Damião Medrado (PSD), Janileide Pereira (PSL), Leonardo Bandeira (PT), José Carlos Medeiros (PV), Mozaniel Porfírio (PTdoB), Ronaldo Alves (PTB), Suzana Alexandre (PTdoB) e Valdeci Alves (PV) apoiam a greve dos professores do município através de nota pública.

Clique AQUI para ler o documento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.