Bagunça pesada na educação

Pagamento na conta… Mas, o processo de desvalorização da nossa profissão avança. Pagamento na conta… Mas, no horizonte se avulta a perda de direitos. Pagamento na conta… Mas, a vida de muitos professores está ameaçada em sala de aula. Pagamento na conta… Mas, infelizmente muitos professores continuam trabalhando como se nada estivesse acontecendo. Pagamento na conta… Mas, é triste ver como muitos professores se contentam com migalhas. Pagamento na conta… Mas, muito professores submersos em seus pequenos egos individualistas esquecem que os ganhos ocorrem na força do coletivo… Pagamento na conta… Mas, professores justificam sua apatia com um discurso de uma pseudo consciência política. Pagamento na conta… Mas, a empatia para com os colegas não existe. Pagamento na conta… Mas, muitos professores adoecem em silêncio do nosso lado. Pagamento na conta… Mas, professores em uma rotina desumana de várias aulas não vivem, sobrevivem. Pagamento na conta… Mas, o escárnio para com a nossa profissão é diário. Pagamento na conta… Mas, bate o sinal e é necessário retornar ao “Walking Dead” da rotina escolar. Pagamento na conta… Mas, faça a prova, entregue o diário, olha a avaliação de desempenho, seja criativo, passe o aluno, a culpa é sua, vou cortar o ponto, você é só um MASP. Pagamento na conta… Mas, será que o “pulso ainda pulsa”. Pagamento na conta…

“Ê, ô, ô, vida de gado. Povo marcado, ê ! Povo feliz!” Pagamento na conta… Mas, retornamos ao trabalho como se na tivesse acontecido, como se nada estivesse acontecendo, como se nada estivesse para acontecer. Pagamento na conta!!!! Pagamento na conta!!!! Pagamento na conta????

Ricardo Falcão. Professor, E.E. Três Poderes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *