Papel Ridículo: Biógrafo oficial de Roberto Marinho, Pedro Bial diz que Lula representa “o passado”

Na prática, o jornalista revelou a posição oficial da Globo sobre as eleições presidenciais de 2022

(Foto: Reprodução)

O jornalista Pedro Bial, que é também responsável pela biografia oficial de Roberto Marinho, fundador da Globo, revelou, em entrevista com o economista Delfim Netto e o banqueiro José Olympio Pereira, a posição da emissora sobre 2022. Ao falar sobre a polarização entre Bolsonaro e Lula, Bial disse:

“Já ouvi de gente da direita e da esquerda que essa dicotomia direita/esquerda tem que ser substituída pela real dicotomia que nos desafia, que é passado e futuro. A gente olha pro ano que vem, para a eleição, o eleitor brasileiro olha para o ano que vem, e ele não vê o futuro. As duas candidaturas na frente são do passado”.

A fala de Bial sinalizou, para a esquerda, que a Globo seguirá empenhada em tentar impedir a soberania popular, assim como fez no golpe de 2016 e na campanha pela prisão política de Lula, em 2018, o que permitiu a ascensão da extrema direita no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *