Cada vez mais pobre e também esquecido

Coluna Fogo Cruzado – 18 de setembro de 2019

Foto: Agência Brasil

 

Como fazem regularmente a cada 30 dias, os governadores do Nordeste reuniram-se em Natal na última segunda-feira para passar em revista os principais problemas da região, que permanece cada vez mais pobre e mais esquecida. O pior é que os problemas são os mesmos e a cada reunião que se realiza surge sempre mais um para engrossar a lista. No caso da reunião da Natal, notou-se a presença cada vez mais tímida da Petrobras em nossa região, logo ela que tinha vultosos investimentos em Suape e cancelou tudo após a deflagração da operação Lava Jato.

Discutiu-se também a necessidade de se aprovar uma PEC tornando o Fundeb um fundo constitucional, sem o que a educação brasileira marchará para trás. E, como não poderia deixar de ser, a importância para a região da ferrovia Transnordestina, que nem sai do canto nem o governo federal cassa a concessão dada à empresa que deveria fazer a obra, mas não faz. Como último prato do cardápio, a estúpida decisão do governo federal de autorizar a importação de 750 milhões de litros de etanol de milho, dos Estados Unidos, no exato instante em que o Nordeste começa a colher a sua safra. São em horas assim que surge a pergunta para a qual não temos resposta: que líder político do Nordeste tem força suficiente para “falar grosso” perante o presidente da República? Se há, ainda não mostrou a cara. (Inaldo Sampaio)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *