Candidato a vereador tece críticas com pouca proposta de trabalho

Thedomiro Mendes

Grazzielli Brito – Ação Popular

No ciclo de entrevistas com os candidatos a prefeito e a vereadores, o Ação Popular ouviu o vereador e candidato a reeleição Thedomiro Mendes (PR) do município de Curaçá, Bahia. Ele fez criticas a administração municipal e ao governo estadual, além de apresentar quase nada de proposta de trabalho para a população.

Nos últimos dias o município foi destacado pelo grande número de registros indeferidos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Dos 100 candidatos inscritos a vereador, até o momento 48 registros foram indeferidos. Dentre os que já foram deferidos pela Justiça Eleitoral está o do próprio vereador, que está no terceiro mandato e intenciona o quarto.

Ele se colocou a disposição do eleitorado mais uma vez. “Estou me colocando para análise e julgamento para um quarto mandato onde poderei dar continuidade a um trabalho que já venho prestando ao longo desses anos”, disse.

Quanto ao seu trabalho na Câmara, o vereador destacou, entre as lutas travadas ao longo desses anos, como mais delicada “a questão da invasão dos terrenos, quando a última gestão vendeu terrenos a mais de 500 famílias do município e a atual não permitiu que esses terrenos fossem iniciados ou recebidos. E nesse momento como vereador estive junto com a população nessa luta que para mim foi uma das mais marcantes”, lembrou.

O vereador – candidato tem feito indicações aos prefeitos e projetos de lei, que segundo ele priorizam sempre a sustentabilidade das pessoas da zona rural, “criando condições para que as pessoas continuem no campo vivendo com dignidade e respeito”.

Em relação à saúde acredita que o município passa por um momento delicado. “Temos mais de 30 mil habitantes e apenas um dentista para atender a sede e o interior. Entre outros casos, temos paciente que foram a óbito por falta de combustível na ambulância. No mais, falta medicamento nos postos, na farmácia básica, falta médico”.

Outro ponto comentado por Mendes foi a Educação. “Temos que procurar avançar, dinamizar a oferta e qualidade da educação. Entendo o compromisso dos professores e das escolas. É preciso investir. Melhorar qualidade e quantidade da merenda escolar. Melhorar a oferta do transporte escolar oferecido e o acesso onde rodam”, ainda sobre as estradas disse acreditar na necessidade de recuperação da malha rodoviária. “Os 6.400 km de extensão municipal precisam ser recuperados em especial as que servem ao transporte escolar”.

Para Theodomiro Mendes o governo estadual tem sido omisso, haja vista a última pesquisa divulgada pelo Correio da Bahia, que apontou altos índices de rejeição para Jaques Wagner. “Descaso com a saúde, com a segurança pública, com a educação. Greve das polícias, dos professores já há 120 dias prejudicando 300 mil alunos em toda a Bahia e em Curaçá não é diferente. O governador tem pecado muito na Bahia e em Curaçá”, polemizou ainda dizendo que os políticos hoje preferem se distanciar da imagem do governador. “Estamos vendo na imprensa que até o candidato a prefeito do PT na capital, já retirou a imagem de Wagner de suas propagandas e isso mostra que, hoje, estar com Wagner já não é bom para o partido”.

Na coligação ‘Construindo uma Nova História’ – PR, DEM, PSB, PT do B, que tem 30 candidatos a vereador e apóia Pedro Oliveira (PSC) para prefeito, Mendes acredita precisar de um coeficiente de cerca de 1.500 votos para se eleger novamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.