Candidatos ainda buscam uma “posição” ante eleitor

Lydia Medeiros – Folha de S.Paulo

No primeiro confronto da eleição presidencial, no debate realizado pela TV Bandeirantes, os candidatos mostraram que ainda buscam uma “posição” diante do eleitor. Guilherme Boulos (Psol) tentou confronto direto com Jair Bolsonaro (PSL), mas acabou ajudando o adversário, que surpreendeu e se manteve sereno. Ciro Gomes (PDT) mirou em Geraldo Alckmin (PSDB), ao tratar da reforma trabalhista, mas o tucano preferiu se direcionar a Marina Silva (Rede), que o acusou de se aliar a corruptos. A candidata achou seu bordão: “quem criou o problema não vai resolvê-lo”, repetiu, para tentar se diferenciar.

Henrique Meirelles (MDB) achou que Alvaro Dias (Podemos) atacaria por ele o governo Dilma, mas ouviu: “O senhor esteve lá, deve ter a explicação (do fracasso).” Os nomes de Lula e Dilma não foram citados, aliás. A não ser por Boulos, que deu “boa noite” ao ex-presidente, preso em Curitiba. E Cabo Daciolo está perdido no debate. Se o ritmo continuar do jeito que está, ninguém perde mas também ninguém ganha nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *