Cautela ao expulsar gente: “Aécio não é qualquer um”

Aécio Neves recebeu apoio de dirigentes de outras legendas de centro e centro-direita. Os que estiveram com o deputado descreveram a ação da ala paulista do PSDB como desastrada.

Quem conversou com Doria e também com o mineiro Aécio  vaticina: “Essa história não vai acabar bem. Doria não vai recuar, e Aécio não é qualquer um”.

Aécio, que já foi presidente do PSDB e candidato da sigla ao Planalto, tem dito a aliados que, da forma como as coisas estão sendo conduzidas, não lhe resta outra saída a não ser resistir. Sair correndo, afirmou, segundo relatos, não é opção.

O secretário-executivo da Prefeitura de SP, Gustavo Pires, foi o responsável por incluir na pauta de reunião do PSDB paulistano o pedido de expulsão de Aécio, na quinta passada (4). Ele é braço direito de Covas. O diretório estadual deve convocar discussão sobre o tema em breve. (Folha Painel)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *