Chove em mais de 30 cidades cearenses nas últimas 24 horas; média mensal já foi superada em 122%

A média histórica para o mês de julho, segundo a Funceme, é de 15.4 mm. No entanto, até agora, já choveu o acumulado de 34.2 mm, o que representa desvio positivo de 122.6%

Legenda: Os maiores volumes pluviométricos foram verificados nos municípios de Quixeramobim (46 mm), Jaguaribara (40 mm) e Alto Santo (33.3 mm)
Foto: Honório Barbosa

Como previsto para o período da pós-estação chuvosa, iniciado em junho no Ceará, as precipitações ao longo de julho têm sido espassas, com alternância entre longos dias de pouca ou completa ausência de chuva e outros com boas pluviometrias, como acontecera entre as 7 horas de sexta-feira (10) e 7 hora deste sábado (11).

Conforme dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), neste intervalo, choveu em 33 das 184 cidades cearenses. As precipitções ficaram concentradas nas regiões Jaguaribana, Sertão Central e Inhamuns.

Os maiores volumes pluviométricos foram verificados nos municípios de Quixeramobim (46 mm), Jaguaribara (40 mm), Alto Santo (33.3 mm), Pedra Branca e Solonópole, ambos com 30 milímetros.

Este é o terceiro dia do mês de julho com maior incidência de chuvas, ficando atrás apenas para o dia 7, com precipitações em 115 cidades e o dia 6, que teve 63 municípios banhados pelas chuvas.

Média superada

Esses três dias (6, 7 e 11) foram responsável por elevar a média pluviométrica mensal. Para julho, a média histórica, conforme a Funceme, é de 15.4 milímetros – volume baixo por se tratr da pós-estação.

No entanto, antes mesmo de atingir a primeira metade do mês, os índices já estão 122.6% acima da média histórica. Nos 11 primeiros dias de julho, a Funceme já verificou o acumulado de 34.2 mm.

A previsão, para amanhã (12), é de possibilidade de chuva na faixa litorânea e no Maciço de Baturité. Na segunda-feira, dia 13, o órgão não prevê eventos pluviométricos em nehuma região cearense.

Reservatórios 

Esses registros pluviométiros têm reduzido a perda de volume dos açudes cearenses por evaporação. O nível médio dos 155 reservatórios Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) tem se mantido estável mesmo após o fim da quadra chuvosa – período compreendido entre os mesese de fevereiro a maio.

Segundo dados da Cogerh, os 155 açudes 34,4% de reserva hídrica. São 18 reservatórios sangrando atualmente. Confira a lista:

  1. Gerardo Atimbone
  2. Itapebussu
  3. Malcozinhado
  4. Jenipapo
  5. Itapajé
  6. Germinal
  7. Itaúna
  8. Penedo
  9. Tijuquinha
  10. São José II
  11. Arrebita
  12. Acarape do Meio
  13. Várzea da Volta
  14. Mundaú
  15. Tucunduba
  16. São José I
  17. Sobra
  18. Acaraú Mirim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *