Chuvas devem diminuir 40% na Caatinga até o fim do século

 

Northeast Drought

O cenário para a Caatinga, bioma unicamente nacional, não é animador segundo o Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas (PBMC).

Dados do primeiro relatório do PBMC, divulgado nesta sexta-feira( 25), é que as chuvas podem diminuir em até 40% ao longo deste século.

A Amazônia deve ter redução pluviométrica semelhante.

O fenômeno afetará a biodiversidade e aumentará os casos de doenças, como a leishmaniose e a dengue, e de pragas nas lavouras.

A agricultura deve ser o setor econômico mais afetado pelas mudanças climáticas, podendo ter prejuízo de até R$ 7,4 bilhões em 2020.

Até 2030, as perdas na produção de soja podem atingir 24%.

A agricultura no Nordeste, segundo o relatório, será umas das principais prejudicadas, intensificando a pobreza e a migração para as cidades.

E as áreas urbanas que já enfrentam sérios problemas de infraestrutura passarão a sofrer mais nos setores de habitação e mobilidade.

Fonte: Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *