Climão no PSL com suspeita de laranjas

 

A nova reportagem da Folha mostrando suspeita do uso de laranjas pelo PSL nas eleições para deputado constrangeu o governo e causou um “climão” na bancada do partido na Câmara.

O jornal informa que o presidente do PSL, Luciano Bivar, se defendeu no grupo do WhatsApp da bancada e foi defendido apenas por dirigentes de Pernambuco –Estado do presidente da sigla e da candidatura de Lourdes dos Anjos, que recebeu R$ 400 mil do fundo partidário e teve apenas 274 votos.

Segundo a Folha, Gustavo Bebianno, que presidia o PSL na campanha e é o atual secretário-geral da Presidência, tentou falar com Bolsonaro pelo telefone neste domingo mas não foi atendido pelo presidente. (Estadão – BR 18)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *