Codevasf autoriza construção de sistema que levará água a 27 mil baianos do semiárido

falta_de_agua

Uma população de cerca de 27 mil pessoas será beneficiada com a implantação do sistema integrado de abastecimento de água de Campo Alegre de Lourdes, na Bahia, que atenderá 71 localidades de Pilão Arcado, Remanso e Campo Alegre de Lourdes, incluindo a sede do município. A execução está a cargo da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) com recursos de R$ 79,6 milhões garantidos no Programa de Aceleração do Crescimento, vertente PAC Prevenção. A ordem de serviço para execução das obras será dada neste sábado (12), na presença do governador do estado, Jaques Wagner, pelo presidente da Codevasf, Elmo Vaz.

A elaboração do projeto executivo do sistema foi uma parceria com o governo estadual, por meio da Companhia de Engenharia Rural da Bahia (CERB). A captação de água será feita por meio de flutuante no reservatório de Sobradinho, e daí conduzida por tubulação de 350 milímetros de diâmetro e 371,4 km de extensão de adutoras até a sede do município de Campo Alegre de Lourdes.

Os sete subsistemas – dois em Pilão Arcado e cinco em Campo Alegre de Lourdes – serão compostos por adutora, elevatória, reservatório, rede de distribuição e ramais, e terão capacidade de atender, com água tratada de qualidade, a uma população de cerca de 40 mil pessoas, projetada para 2028. A realização de quase 4 mil novas ligações domiciliares está também prevista no contrato.

            “Com esta grande obra de infraestrutura hídrica cuja captação será feita a partir do rio São Francisco, o governo federal, por meio da Codevasf e em parceria com o governo estadual, estará levando água tratada em quantidade e qualidade para Campo Alegre de Lourdes e para a zona rural de Pilão Arcado e Remanso, realizando assim um sonho desta população”, afirma o presidente da Codevasf.

Benefícios para a população

            O município de Campo Alegre de Lourdes está situado no norte baiano, na divisa com o Piauí. Embora esteja dentro da área do Vale do São Francisco, fica a 120 km de distância do rio. Não é cortado por nenhum curso de água permanente e localiza-se no chamado polígono da seca. Na região não há viabilidade para perfuração de poços e a única solução para abastecimento de água da população, de forma permanente, é captar água do rio São Francisco

            Para os moradores do município, que será um dos mais beneficiados com o sistema, a obra irá melhorar significativamente a qualidade de vida da população. “Essa obra é muito importante para o município que sofre com a seca. Convivemos com esse problema a vida inteira. Hoje a situação está caótica, com muito sofrimento. Com essa adutora, acreditamos que essa realidade vai mudar”, afirma Valdomiro Mendes, morador de Campo Alegre de Lourdes, resumindo a expectativa da população local que será atendida com o sistema.

            Além de melhorar o fornecimento de água na região, o sistema também terá um impacto social positivo devido à redução de doenças de veiculação hídrica, que culminarão com a redução de gastos públicos com saúde.

Relação das localidades beneficiadas

– Campo Alegre de Lourdes:

Lagoinha, Canto, Angico do Remanso, Lagoinha II, Lagoa do Meio, Santa Rita, Lagoa do Arroz, Pajeú, Contendas, Boa Vista, Tapagem, Baixa Verde, Lagoa do Boi, Pedra Branca, Panaço, Lagoa Escondida, Riacho Alegre, Alegria, Caldeirão, Lagoa da Onça, Miragem, Alto Formoso, Gergelim e Lagoa dos Patos, Velame/Bois, Lagoa Joãozinho, Pedra Comprida, Baixão dos Bois, Lagoa do Arroz, Baixão dos Calixtos (Bananeiras), Baixão dos Sabinos e Pitombas, Barreiro do Espinheiro, Sítio dos Dô, Mamoneira, Cacimbinha, Barra, Pedra Branca, Ramalho, São Gonçalo, Santa Úrsula, Fidalgo, Tanquinho, Alto da Cruz (Cruz), Vila de Peixe, Poço do Baixão, Caraíbas, Cacimba Velha, Feijão (Baluarte), Curralinho, Queimada Grande, Angico dos Dias, Açu, Baixão Novo, Aroeira e Barra da Lagoa, além da sede do município de Campo Alegre de Lourdes.

– Pilão Arcado:

Tanque Velho, Pintado, Caldeirão da Onça, Caititu, Espinheiro, Santiago, Salininha, Caldeirão do Boi, Carnaíba, Casa Verde e Vereda da Onça, Olho D’Água e Melância;

– Remanso: Volta do Riacho;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *