Comentarista Gabriela Prioli pede demissão da CNN e afirma ter sido constrangida

‘Meu compromisso é com um debate racional, prospectivo, informativo e respeitoso’, afirmou a advogada

Por MH

Gabriela Prioli foi interrompida várias vezes por Tomé Abduch (canto direito)
Gabriela Prioli foi interrompida várias vezes por Tomé Abduch (canto direito) – Reprodução
Gabriela Prioli, comentarista de CNN, anunciou na tarde deste domingo que pediu demissão da emissora. No Twitter, a mestre em direito penal pela USP e professora da pós-graduação da Universidade Presbiteriana Mackenzie explicou que a decisão veio após se sentir desrespeitada em diversos momentos.
“Em mais de uma oportunidade tive que me posicionar cobrando respeito ao meu espaço de fala. É preciso ser mais contundente. O meu compromisso é com um debate racional, prospectivo, informativo e respeitoso. Não consigo atingir o meu objetivo se for constrangida e não posso seguir participando do debate sem que a convicção sobre a gravidade do constrangimento não seja só minha, mas de todos os envolvidos, na frente e atrás das câmeras. Não posso legitimar que o achismo seja equiparado ao conhecimento científico nem contribuir para acirrar a polarização”, afirmou.
A advogada ainda contou que pretende continuar com as análises em suas redes sociais. Na CNN, Prioli fazia parte da bancada de programas de debate mediado pelo jornalista Reinaldo Gottino, com Caio Coppolla e Tomé Abduch.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *