Comissão tira R$ 1,7 bilhão de saúde e educação para turbinar fundo eleitoral

 

Proposta foi aprovada na comissão de Orçamento

Redação
Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

 

A comissão de Orçamento no Congresso aprovou nesta quarta-feira (04) um relatório preliminar que aumenta para R$ 3,8 bilhões o fundo eleitoral em 2020.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, para que esta verba seja destinada ao fundo, foi preciso retirar recursos de áreas como saúde e educação.

A saúde perdeu R$ 500 milhões, enquanto infraestrutura e desenvolvimento regional, R$ 380 milhões. A redução em educação chegou a R$ 280 milhões.

O relator da proposta de Orçamento de 2020, deputado Domingos Neto (PSD-CE), confirmou a redução no Orçamento da ordem de R$ 1,7 bilhão em diferentes áreas para abastecer o novo fundo eleitoral.

A proposta ainda precisa ser aprovada em plenário e, depois, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *