Datafolha: Guedes cai em desgraça e maioria vê alta da inflação

O ministro da Economia, Paulo Guedes, não desperta a ira somente nos mais pobres. Segundo o Datafolha, a maioria dos brasileiros o vê com desconfiança e aposta na volta da inflação.

De acordo com o instituto de pesquisas, 52% avaliam que a inflação subirá nos próximos meses, maior percentual desde o levantamento de agosto de 2018 (54%).

Na leitura da Folha de S. Paulo, que publicou a sondagem, a piora na expectativa de inflação dos entrevistados se dá em um momento em que o IPCA (índice de preços ao consumidor do IBGE) voltou a subir por conta de itens como carnes e combustíveis.

No levantamento anterior do Datafolha, feito no final de agosto deste ano, ainda segundo o jornalão paulistano, 46% afirmaram que a inflação iria subir. Em dezembro de 2018, 27% esperavam que os índices de preços aumentariam, patamar mais baixo já registrado em uma pesquisa do instituto, considerando o período que tem início em dezembro de 1994.

O percentual de pessoas que avaliam que a inflação irá cair passou de 20% em agosto para 17% em dezembro. Para 27%, a inflação ficará estável. Eram 30%, em agosto.

Sobre a reprovação de Guedes e Moro

De acordo com o Datafolha, a taxa de aprovação do ex-juiz da Lava Jato é de 53% entre os que ganham de 2 a cinco salários mínimos.

O ministro da Justiça salta para 73% de aprovação entre os mais ricos, isto é, na faixa de ganho superior a dez salários mínimos.

Já o ministro da Economia, Paulo Guedes, tem 31% de aprovação entre os que ganham até dois salários mínimos por mês.

Considerado “Posto Ipiranga” pelo presidente Jair Bolsonaro, Guedes tem aprovação de 58% dos que ganham mais de 10 salários mínimos.

A pesquisa Datafolha ouviu 2.948 em 176 municípios de todo o país entre os dias 5 e 6 de dezembro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos e nível de confiança de 95%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *