De volta para seu ninho: Ciro Gomes se aproxima do DEM e constrói acordo com ACM Neto para eleições municipais

Em entrevista, Ciro também intensificou seu ataques ao ex-presidente Lula e o chamou de “enganador profissional”

Reprodução

Principal nome do PDT para as eleições presidenciais de 2022, Ciro Gomes confirmou em entrevista ao El País que tem articulado uma aliança com o presidente do DEM, ACM Neto, além de outros partidos, para que seu partido dispute as eleições municipais em 2020. Na entrevista, o ex-governador do Ceará também voltou a atacar o ex-presidente Lula, chamando-o de “enganador profissional”.

Questionado sobre os acordos com o DEM, Ciro disse que, recentemente, começou a dialogar com o partido para estabelecer dinâmicas de apoio, e que também incluiu nos acordos o PSB, Rede e PV. “Preservadas nossas diferenças, estamos conversando. Conversei com ele [Rodrigo Maia], e com o presidente do DEM, ACM Neto. Com Rodrigo Maia só tenho tido alegrias, ele está fazendo história. A gente não precisa ter afinidade, precisamos ter confiança”, disse.

“Aí sistematizamos conversa com PSB, Rede e PV. Reunimos os líderes, todos os dirigentes e combinamos uma dinâmica. Onde um de nós quatro tiver mais chance os outros três apoiam”, continuou.

Em outro momento, o ex-governador voltou a criticar Lula. “Diferente do Lula. Lula [o que promete] de manhã não serve de tarde, é um enganador profissional”, atacou.

Ciro intensificou seu discurso contra Lula e o PT a partir do segundo turno das eleições do ano passado, quando se recusou a apoiar a candidatura de Fernando Haddad contra Jair Bolsonaro. No entanto, Lula e Ciro trabalharam juntos no primeiro mandato do petista na presidência da República, quando Ciro foi ministro da Integração Nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *