Defesa de Lula acusa PF de desrespeitar decisão do STF e negar acesso aos dados da Vaza Jato

Luiz Inácio Lula da Silva

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou em um ofício enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF) que as mensagens da Vaza jato, obtidas no âmbito da operação Spoofing, não foram compartilhadas integralmente pela Polícia Federal (PF). O compartilhamento das informações havia sido determinado pelo ministro do STF Ricardo Lewandowski.

Segundo reportagem da coluna Radar, da revista Veja, os advogados de Lula teriam ressaltado que a Polícia Federal impôs filtros ao material compartilhado, além de ter analisado o material apreendido junto a um dos cinco  hackers investigados pela operação. O volume do material entregue também seria “bem inferior” que os 7 terabytes de dados informados inicialmente pela PF.

No ofício, os advogados de Lula tambpem pedem que o chefe da Divisão de Contrainteligência Policial da PF preste esclarecimentos e seja intimado a proceder “com o compartilhamento integral dos arquivos arrecadados ao longo da Operação Spoofing”.

A operação Spoofing apreendeu uma serie de mensagens hackeadas entre membros do Ministério Público Federal no Paraná e o ex-juiz Sergio Moro no âmbito da Lava Jato.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *