Deputados estaduais da Bahia devem mais de R$ 2 milhões à Receita Federal

Deputados pertencem a várias siglas partidárias
Agência ALBA
Agência ALBA

Dezesseis dos sessenta e três deputados estaduais da Bahia estão devendo juntos à Receita Federal, o montante de R$ 2,09 milhões de reais. A informação é do Bahia Notícias, que obteve os dados a partir da Lei de Acesso à Informação (LAI).

Os números pertencentes à Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) mostram que R$ 1,21 milhão da dívida dos parlamentares baianos se encontram em condição irregular, o que quer dizer que nenhum financiamento foi feito para pagá-la. Já, os outros R$ 878 mil são referentes a débitos em situação regularizada, que envolvem valores parcelados, suspensos pela Justiça ou que estão sendo negociados entre a procuradoria e os políticos estaduais.

Os deputados que encabeçam a lista são Alan Castro – PSD (R$ 678 mil); Euclides Fernandes – PDT (R$ 524 mil); Mirela Macedo – PSD (R$ 267 mil); Jusmari – PSD (R$ 209 mil).

Confira a seguir a lista completa dos 16 vereadores:

Alan Castro – PSD (R$ 678 mil);

Euclides Fernandes – PDT (R$ 524 mil);

Mirela Macedo – PSD (R$ 267 mil);

Jusmari – PSD (R$ 209 mil);

Bobô – PC do B (R$ 127 mil);

Jurandy Oliveira – PP (R$ 112 mil);

Diego Coronel – PSD (R$ 62 mil);

Antonio Henrique – PP (R$ 52 mil);

Targino Machado – DEM (R$ 12 mil);

Tiago Correia – PSDB (R$ 10 mil);

Eduardo Sales – PP (R$ 6 mil);

David Rios – PSDB (R$ 6 mil);

Osni – PT (R$ 6 mil);

Tom Araújo – DEM (R$ 2 mil);

Robinho – PP (R$ 2 mil); e

Dal – PP (R$ 1 mil).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *