Diretor do SAAE diz que devido aos investimentos, autarquia está preparada para a alta estação

Joaquim Neto

Thalita Bezerra – Ação Popular

O diretor-geral do Serviço Autônomo de Água e Esgoto – SAAE, Joaquim Neto, em entrevista ao Jornal AP justificou a falta de água no município há poucos dias e falou sobre os investimentos que estão sendo aplicados. “Iniciamos a construção da adutora nova de 400 mm, no caso será a 2º adutora, além disso, já começamos a implantação de uma nova estação compacta com 6 novos filtros. Esperamos que até o final do ano a estação esteja em funcionamento, vale lembrar que todos os investimentos estão sendo realizados com recursos próprios”.

Com relação à falta de água nos dias 5 e 6 de setembro, ele justificou quais foram os motivos que ocasionaram o problema. “A paralisação foi necessária para realização de alguns serviços, como: manutenção e substituição dos registros dos filtros da Estação de Tratamento de Água (ETA); substituição da bomba 01 da ETA; substituição da bomba 05 no centro da cidade; entroncamento da adutora de 300 mm, localizada na Malhada da Areia e entroncamento da adutora de 400 mm da Travessa São Miguel com a Avenida Laudelino dos Santos”.

Com relação à estiagem e a situação de algumas famílias que vem sofrendo com a falta de água, Joaquim disse que várias ações estão sendo realizadas. “Estamos passando por uma das maiores secas dos últimos 38 anos e agente não ver grandes reclames da população em relação a isso, porque fizemos manutenções em mais de 200 poços, várias colocações de sistemas moto bombas e distribuição de carros pipas que nos ajudam nesse período, embora que os carros pipas sejam uma solução provisória, queremos mesmo construir sistemas de tubulações”.

No que diz respeito às reclamações referentes aos entupimentos nas redes, onde os dejetos entram para dentro das casas, o diretor garantiu que o SAAE vem trabalhando para evitar essa prática. “Estamos com o saneamento todo em execução, são quase 12 mil ligações domiciliares, toda construção de emissários, 20 elevatória, dentre outros. Com esse sistema de saneamento concluído aí sim teremos uma situação totalmente diferente para Juazeiro, onde vamos passar de 62% para 90% do saneamento de esgoto coletado e tratado”.

Investimentos – A equipe do setor de esgoto vem realizando mutirões para manutenção de todos os poços de visitas (Pv’s), e limpeza das caixas de gordura das residências em diversos bairros de Juazeiro, como Jardim São Paulo, Piranga, Itaberaba, entre outros, além disso, três localidades da zona rural foram atendidas pelo órgão com a instalação de bombas. Em Itamotinga (a 70km da sede), na comunidade do Recreio, o sistema de distribuição de água para as residências, que funcionava através de catavento e energia solar, foi substituído por uma bomba de 0,5 cv monofásica, beneficiando mais de 10 famílias.

Já na comunidade da Mina, a bomba de 3,0 cv trifásica irá levar água tratada às residências de mais 30 famílias. Na comunidade de Manuel Patrício, região do Salitre, o órgão instalou uma bomba de 1,5 cv monofásica, para atender a 25 famílias; já foi finalizada a construção de uma nova adutora na comunidade de Jatobá, distrito de Maniçoba; aquisição de mais um caminhão hidrojateador, dentre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *