Documentário inédito conta a história do movimento negro nos EUA desde Luther King

A série começa em um ponto de virada na história americana: as marchas de Selma e os tumultos de Watts que marcaram uma nova fase na luta dos negros

Foto: Divulgação

“Nós queríamos o direito de tomar as decisões, o que significava oportunidade econômica e educação decente. Queríamos acesso a todo o conjunto de privilégios, benefícios e responsabilidades, como qualquer cidadão americano” – a fala é de Kathleen Cleaver, uma das líderes do movimento Panteras Negras, em depoimento para a série documental And Still I Rise: O Movimento Negro nos EUA desde Marthin Luther King. Exibida pela primeira vez no Brasil pelo canal Curta!, a produção conta também com a participação da apresentadora de TV Oprah Winfrey, de Shirley Chisholm, primeira mulher negra eleita no Congresso dos EUA em 1968, além de outros políticos e artistas.

Dividida em quatro episódios, a série é narrada por Henry Louis Gates. Baseando-se em histórias pessoais, imagens de arquivo e dados históricos, And Still I Rise conta a trajetória da população negra nos Estados Unidos ao longo dos anos, tendo como ponto de partida a influência do líder Martin Luther King Jr. Retoma a atuação de grupos como os Panteras Negras e o Movimento das Artes Negras. A série tem direção de Leslie Asako Gladsjo, Talleah Bridges McMahon, Sabin Streeter e Leah Williams. A estreia do primeiro episódio é na Sexta da Sociedade, 18/10, às 20h.

A série começa em um ponto de virada na história americana: as marchas de Selma e os tumultos de Watts que marcaram uma nova fase na luta dos negros. Gates explora a crescente demanda por Black Power, redefinindo a cultura, a política e a sociedade americanas. Diretor: Leslie Asako Gladsjo, Talleah Bridges McMahon, Sabin Streeter, Leah Williams. Duração: 60min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 19 de outubro, sábado, às 3h e às 10h50; 20 de outubro, domingo, às 23h; 21 de outubro, segunda-feira, às 17h; 22 de outubro, terça-feira, às 11h.

Leia também:  A funcionária do BNDES que defendeu a moralidade pública e o procurador falastrão que se calou, por Luis Nassif

O Curta! pode ser visto nos canais 56 e 556 da NET e da Claro TV, no canal 75 da Oi TV e no canal 664 da Vivo, oferecido à la carte pela operadora.

Com informações da assessoria de imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *