Eduardo Bolsonaro debocha de comunidade LGBT com “ressignificação” da sigla

Aspirante a embaixador nos Estados Unidos usou camiseta com referência à Donald Trump e armas para provocar LGBTs

Reprodução

Apesar de estar estudando relações internacionais com o alto escalão do Itamaraty a para se qualificar como candidato a embaixador do Brasil nos Estados Unidos, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) segue encampando discursos sem qualquer tipo de decoro para o cargo que almeja. Neste sábado, durante do CPAC (Conservative Political Action Conference), tradicional evento conservador dos Estados Unidos que ganhou sua primeira edição brasileira, em São Paulo (SP), o filho do presidente gravou um vídeo debochando da comunidade LGBT.

Nas imagens, o parlamentar aparece com uma camiseta com a sigla LGBT estampada, mas com um significado diferente para cada uma das letras que representam as lésbicas, gays, bissexuais e transexuais. “O conceito de LGBT foi atualizado com sucesso”, disse o deputado. Na sequência, uma mulher que o acompanhava explica: “Liberty (liberdade), guns (armas), Bolsonaro e Trump”.

A provocação gerou repercussão imediata nas redes sociais. O presidente nacional do PSOL, Juliano Medeiros, por exemplo, ironizou: “O conceito de lambe botas dos Estados Unidos também foi atualizado com sucesso”.

Confira.

2.618 pessoas estão falando sobre isso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *