Eduardo defende invasão de embaixada venezuelana por grupos fascistas

“Ao que parece agora está sendo feito o certo, o justo”, escreveu o filho do presidente nas redes sociais

Foto: Reprodução/Facebook

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) comentou na manhã desta quarta-feira (13) em suas redes sociais a invasão da Embaixada da Venezuela em Brasília por apoiadores de Juan Guaidó, presidente autoproclamado que é reconhecido pelo governo Jair Bolsonaro.

“Nunca entendia essa situação. Se o Brasil reconhece Guaidó como presidente da Venezuela por que a embaixadora Maria Teresa Belandria, indicada por ele, não estava fisicamente na embaixada? Ao que parece agora está sendo feito o certo, o justo”, escreveu o filho do presidente.
Maria Teresa Belandria Expósito, que foi designada como “embaixadora” por Guaidó, emitiu nota nesta manhã dizendo que funcionários da embaixada teriam aberto as portas para “entregar voluntariamente a sede diplomática a representação legitimamente reconhecida pelo Brasil”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *