Em liquidação, Globo comemora dobro de aprovação do Ministério da Saúde sobre Bolsonaro

O jornal O Globo estampou em sua capa online, nesta sexta-feira (3), duas informações importantes: 1- que está em liquidação, com 50% de desconto (off) e 2- que o Ministério da Saúde tem o dobro de aprovação sobre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O jornalão dos Marinho reverberam uma pesquisa do Datafolha, divulgado hoje, que atribui 76% de aprovação à pasta que combate a pandemia, ante 33% de aprovação de Bolsonaro.

O instituto ainda assegura que 51% dos entrevistados acreditam que o presidente da República mais atrapalha do que ajuda os agentes de saúde na luta contra o vírus.

O Datafolha informa que ouviu 1.511 pessoas entre os dias 1 e 3 de abril.

A aprovação de Bolsonaro oscilou negativamente de 35% para 33%, dentro da margem de erro, que é de três pontos percentuais para mais ou menos.

Quanto ao desconto, a liquidação, O Globo afirma que este mês (abril) é o mês do consumidor.

Datafolha: Bolsonaro mais atrapalha do que ajuda no combate ao coronavírus
O Datafolha completa nesta sexta (3) várias duchas frias no presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Segundo o instituto, 51% consideram que o “Capitão Corona” mais atrapalha do que ajuda no combate ao vírus. Pensam o contrário 40%.

O Datafolha atribui a percepção dos entrevistados à sucessão de ordens e contraordens na gestão da pandemia de Covid-19. Ou seja, os desencontros cobram um preço do presidente.

Mandetta já é mais popular que Moro no governo
Segundo pesquisa da XP Ipespe, divulgada nesta sexta (3), o comandante da luta contra o coronavírus é o ministro mais popular e mais bem avaliado no governo com 68% de aprovação.

Outrora, o título de melhor ministro no governo Bolsonaro era ostentado pelo titular da Justiça e Segurança Pública, o ex-juiz Sérgio Moro.

De acordo com a XP Ipespe, a atuação dos profissionais de saúde é a que tem melhor avaliação no enfrentamento à crise da Covid-19. São 87% os que dizem avaliá-la como ótima ou boa.

Entre agentes públicos, Luiz Mandetta e o Ministério da Saúde são os mais bem vistos pela população: 68% têm avaliação positiva e 7%, negativa.

Maioria no Brasil é contra a política econômica de Bolsonaro e Guedes, diz pesquisa XP Ipespe
A XP Investimentos, braço do banco Itaú nas carteiras de valores mobiliários, divulgou pesquisa nesta sexta-feira (3) detonando a política econômica do presidente Jair Bolsonaro e do ministro Paulo Guedes.

Segundo levantamento da XP Ipespe, 50% dos entrevistados acreditam que a política econômica do Brasil está no caminho errado ante 36% dos que acreditam estar no caminho certo.

Em tempos de coronavírus, Guedes também pegou um peteleco no âmbito do enfrentamento da pandemia do vírus. Sua atuação é aprovada por 37% e a do ministro da Economia por apenas 18%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *