‘Eu posso o que eu quiser’: PM agride mulher com tapa para impedir que ela gravasse agressão

Imagens mostram o momento em que ela é agredida e cai, em Anápolis

www.brasil247.com - Policial Militar agride mulher em Anápolis (GO)
Policial Militar agride mulher em Anápolis (GO) (Foto: Reprodução/G1)

Um policial militar de Goiás agrediu uma mulher com um tapa no rosto e disse a ela que podia fazer o que quisesse ao tentar impedir que a vítima gravasse o momento que o marido era preso por desacato. O caso aconteceu nessa segunda-feira (19) na cidade de Anápolis. As imagens da agressão foram divulgadas pelo G1. Assista às imagens da agressão.

Segundo a vítima relatou ao G1, a confusão começou porque o marido dela, que trabalha com a venda de verduras, foi ao Ceasa cobrar uma dívida de cerca de R$ 20 mil. O homem falou que subiu na cabine do caminhão do devedor para cobrá-lo.

O casal afirmou que o devedor resolveu chamar a polícia. A mulher disse que foi agredida porque estava filmando o marido ser preso (como mostra o vídeo acima) e que o PM tomou o celular dela para apagar a gravação. .

“Ele [o policial] falou que não era pra eu filmar, foi lá e apagou a filmagem. Logo em seguida outro policial veio até mim, me mandou calar a boca, me xingou de vários nomes e falou que, se eu não calasse a boca, que ele ia me dar um tapa na cara”, contou a empresária.

Em nota enviada ao G1, a PM informou que não compactua com tal desvio de conduta, que determinou a abertura de um Inquérito Policial Militar (IPM) e que afastou o policial militar, que não teve o nome revelado, da função operacional até o final da apuração.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.