Ex de Safadão diz que flagrou traição

Mileide Mihaile - Foto: frame de vídeo no canal Na Lata, no YouTube
Mileide Mihaile – Foto: frame de vídeo no canal Na Lata, no YouTube

Mileide Mihaile revela detalhes sobre separação de Wesley Safadão, guarda do filho e processo na justiça

Por Romero Rafael 

Mileide Mihaile, ex-mulher de Wesley Safadão, resolveu falar tudo sobre a sua relação com o cantor cearense – desde a separação até o recente pedido de revisão do valor da pensão paga por ele ao filho dos dois, Yhudy, de 7 anos. As revelações foram feitas a Antônia Fontenelle, que mantém no YouTube o canal de entrevistas Na Lata. Mileide começa falando sobre o motivo da separação deles, quando flagrou Wesley e sua atual mulher, Thyane Dantas, à entrada de um motel em Fortaleza. A empresária, de 29 anos, explica que, apesar de o término estar superado para ela, a informação vai fazer com que os fãs entendam o porquê de a relação, que era harmônica, ter chegado ao fim. Também expõe detalhes sobre a guarda compartilhada e traz à tona detalhes que constam nos autos do processo que corre na justiça. Acompanhe:

TRAIÇÃO

Mileide Mihaile, que foi casada por oito anos e meio com Wesley Safadão, conta que certo dia, na véspera do aniversário dele, ofereceu ao então marido deixá-lo no aeroporto, por volta do meio-dia, para um show em outra cidade. No meio da tarde, quando ele já deveria ter chegado ao destino, sem receber notícia alguma, ela relata ter ficado apavorada, até que rastreou os iPhones e iPads (o rastreamento era uma medida de segurança adotada pelo casal e pela família do artista). Seguindo o GPS, flagrou o cantor e Thyane Dantas em frente a um motel, num carro que lhe era desconhecido. “Eu tive uma ação de topar o pé no acelerador. Bati na lateral do carro em que eles estavam, que girou e entrou na parede do motel. O meu seguiu, freei e saí. Dei tapa, foi uma loucura”, relembra ela, comentando que sua reação, naquele momento, foi algo que não previu.

A empresária conhecia Thyane dos shows e de passeios no shopping, quando a loira pedia para tirar foto, inclusive, com o filho. E diz que a história já está superada: “Eu me permiti o silêncio, vivi o meu luto, vivenciei por completo e me sinto curada disso”.

 

GUARDA

“Eu implorava, eu gritava..”, diz Mileide Mihaile quando fala sobre a guarda compartilhada de Yhudy. Nas vezes em que Wesley Safadão viajava para shows, o que sempre acontece, ela suplicava para continuar com o pequeno, ao invés de o filho ter de ficar com a madrasta, Thyane Dantas. Ela, ainda confirma o que a sua mãe já ventilara: quando volta para casa, depois de fim de semana com o pai, Yhudy tem de devolver ao motorista que o vai levar as roupas e os brinquedos levados da casa do pai. “Você tem que entender que as coisas daqui são daqui”, teria dito Wesley a Mileide, que reclamara. “É real, por mais louco e vergonhoso. Eu tenho vergonha alheia, e me deparei que o Yhudy está automaticamente com isso. É o maior pesadelo da minha vida.” A empresária relata, ainda, que Thyane responde à agenda eletrônica da escola, mesmo sendo direcionada à mãe.

PROCESSO

O pedido de revisão do valor da pensão paga a Yhudy, por Wesley Safadão, processo que reacendeu uma briga familiar, pegou Mileide Mihaile de surpresa. Ela conta a Antônia Fontenelle que não foi avisada por ele, e sim já pela justiça. Nas 78 páginas que compõem a petição, há uma tabela discriminando os gastos que o pai propõe custear: R$ 2.650 de mensalidade escolar; R$ 209 para material escolar e uniforme; R$ 600, plano de saúde; R$ 1 mil para supermercado, farmácia, alimentação e higiene pessoal; R$ 1 mil para vestuário; R$ 1 mil para gasolina; R$ 500, lazer; R$ 1,5 mil, babá; R$ 139, IPTU; R$ 150, internet e TV a cabo; R$ 334, energia; R$ 667, condomínio. Os valores sugeridos para IPTU, energia e condomínio são 1/3 do valor total de cada – no caso, Mileide e a sua mãe, que agora mora com ela e Yhudy, pagariam os 2/3 de cada conta. “Essa tabela foi o que mais me chocou, me assusta”, comenta Mileide. Antônia acrescenta que, segundo apurou com produtores de shows, o cachê de Wesley hoje, por apresentação, varia entre R$ 300 mil e R$ 600 mil – “Para os senhor colocar nos autos uma tabela dessas é, no minimo, vergonhoso”, opina.

Mileide explica que o processo é uma represália, pois surgiu logo após ela ter solicitado ao ex-marido que passe para o nome do filho o apartamento avaliado em R$ 2 milhões no qual vivem. O imóvel estaria no nome da mãe dele, avó materna da criança.

Assista à entrevista na íntegra:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *