Ex-presidente Fernando Collor admite ter cometido “pecado” e pede absolvição ao PGR

Durante interrogatório ao Supremo Tribunal Federal (STF), o senador e ex-presidente Fernando Collor de Mello admitiu ter cometido “pecado” por não ter declarado obras de arte ao Imposto de Renda. Entretanto ele negou as acusações de corrupção passiva e lavagem de dinheiro e sua defesa pediu absolvição.

Segundo denúncia do Ministério Público Federal, Collor recebeu propina do ex-ministro Paulo Leoni Ramos, do doleiro Alberto Youssef e do empresário Ricardo Pessoa.

Após parecer do ministro Edson Fachin, e revisão do ministro Celso de Mello, o caso será encaminhado para a Segunda Turma do STF, que julgará se o ex-presidente será julgado ou absolvido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *