Ex-senador brasileiro foragido é preso na Bolívia

 

O ex-senador Mário Calixto Filho, foragido da Justiça, foi detido na noite desta quarta-feira (20), em Guayaramerín, cidade boliviana na fronteira com o Brasil. Calixto Filho participaria de reunião entre autoridades bolivianas e políticos brasileiros, entre eles o governador de Rondônia, Confúcio Moura (PMDB).

De acordo com a Folha de S. Paulo, a Guarda Nacional da Bolívia efetuou a prisão, a pedido do delegado da Polícia Federal em Rondônia, Júlio Fujik.

O ex-senador estava foragido desde junho passado, quando deixou um hospital particular em Porto Velho, onde estava preso em tratamento de saúde. A fuga ocorreu quando ele soube que seria transferido para o presídio federal em Campo Grande (MS).

Ele foi condenado em 2011 pela Justiça de Rondônia a 11 e oito meses de prisão por formação de quadrilha e outros crimes. Ele participou, segundo a acusação, de esquema de desvio de dinheiro da Assembleia Legislativa do Estado. Mas ainda cabe recurso.

De acordo com a PF, ao ser preso, Calixto apresentou cópia de um documento que atestaria condição de refugiado político na Bolívia, mas a polícia não reconheceu o benefício.

Ele está preso na cadeia pública de Guayaramerín e somente poderá ser transferido para o Brasil com autorização do governo da Bolívia. A reportagem não conseguiu contato com a defesa do ex-senador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *