Família acusa pastor evangélico de sequestrar idosa em Lauro para ficar com dinheiro

Por Lula Bonfim

A família de Elina Barroso, de 88 anos de idade, moradora de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador, está acusando o pastor evangélico Joel Barbosa de sequestrar a idosa e levá-la para Itaberaba, no Piemonte do Paraguaçu. Segundo os familiares, o líder religioso vendeu parte do patrimônio de Dona Elina e está se apossando do dinheiro dela, advindos da aposentadoria.

Conforme informações dos familiares, Joel Barbosa era pastor de uma unidade da Igreja Assembleia de Deus em Lauro de Freitas, onde conheceu e se aproximou de Dona Elina. Desaparecida desde o último dia 14 de agosto, a idosa foi levada pelo líder religioso para Itaberaba, sem qualquer aviso à família.

Yara Barroso, neta de Dona Elina, descobriu o paradeiro da avó quando uma vizinha da idosa, no bairro de Portão, a comunicou que a casa tinha sido vendida e a moradora havia se transferido para Itaberaba, junto ao pastor da Assembleia de Deus. A residência foi comercializada por R$ 200 mil.

“Para mim, isso foi um sequestro. Vendeu os bens. Casa, móveis, jóias. E está usufruindo dos proventos dela”, disse o marido de Yara, André Nogueira, que se dispôs a tomar a frente da situação, devido a sua esposa estar muito abalada.

André e Yara foram a Itaberaba na última sexta-feira (18) e, com o apoio da Polícia Militar, adentraram a casa de Joel Barbosa, conseguindo falar com Dona Elina. Segundo os familiares, a idosa apresentava alguns problemas de memória, fruto de um suposto acidente vascular cerebral.

Segundo André, mesmo esquecendo-se de algumas coisas, Dona Elina teria demonstrado vontade de retornar para Salvador com a neta, sendo impedida pelo pastor Joel Barbosa. Por esse motivo, a família reclama da atuação do delegado Fábio Pereira da Encarnação, titular da 1ª Delegacia Territorial de Itaberaba.

“O delegado não cumpriu seu papel, que era de retirar a idosa da casa de pessoas que não são seus familiares, e não proveu a entrega da mesma à família”, declarou André, que acusa o pastor de sequestro e cárcere privado.

A família registrou uma reclamação na Ouvidoria Geral do Estado e também acionou o Ministério Público da Bahia (MP-BA), que encaminhou o caso para a Promotoria de Justiça de Itaberaba.

PASTOR AMEAÇA

Procurado pelo Bahia Notícias, Joel Barbosa negou que tenha sequestrado Dona Elina, mas não quis se alongar. “Não sei se por desinformação ou por maldade, uma senhora alega esse fato. Estamos tomando providências junto à Justiça. Logo logo, o fato será esclarecido”, disse o pastor.

Joel ainda tentou intimidar a reportagem, ameaçando acionar a Justiça caso a história fosse publicada pelo BN. “Acredito que qualquer reportagem precisa aguardar os fatos, para não correr o risco de cometer enganos e também arcar com as consequências. Apenas uma sugestão”, afirmou. (BN)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *