Família suspeita de envenenamento em morte de Tom Veiga, diz colunista

Nesta terça, o jornal ‘Extra’ divulgou com exclusividade informações obtidas de áudios enviados por Tom a um amigo, no qual ele pedia para tirar a ex-mulher de seu testamento

Redação
Foto: TV Globo
Foto: TV Globo

Cinco meses após a morte de Tom Veiga, a família do intérprete de Louro José deve pedir exumação do corpo do eterno companheiro de Ana Maria Braga no ‘Mais Você’, por suspeita de envenenamento. As informações são do colunista Leo Dias, do site Metrópoles.

De acordo com a publicação, familiares do artista suspeitam que a ex-companheira de Tom, Cybelle Hemínio da Costa Veiga, teria agido para conseguir ser incluída no testamento e ficar com a herança do ator.

Nesta terça (6), o jornal ‘Extra’ divulgou com exclusividade informações obtidas de áudios enviados por Tom a um amigo, no qual ele pedia para tirar a ex-mulher de seu testamento.

Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal

No documento original, Cybelle tinha direito a 50% da herança de Veiga, e 12,5% era dividido entre os quatro filhos dele de um antigo casamento. Leo Dias afirma que Cybelle ainda pedia uma pensão de R$ 18 mil por mês.

A separação do casal, que oficializou a união em 2019 e colocou um ponto final em 2020 não teria sido amigável, o que levantou suspeitas e deixou a família surpresa ao se deparar com o nome de Cybelle entre os herdeiros de Tom. No começo de abril, a ex-companheira de Veiga fez uma homenagem para ele nas redes sociais.

“Vida, difícil escrever. Ainda é dolorido, mal escrevi essas palavras e lágrimas já rolam. Todas as noites, todas, sem exceção de nenhuma, você sabe das minhas orações. Peço a Deus que tenha misericórdia e te cubra de bençãos aí em cima, que ele te ajude a evoluir cada dia mais para que chegue um momento que você seja meu guia e meu intercessor aqui na Terra”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *