Gabby Petito morreu estrangulada, diz legista

Gabby Petito

Gabby Petito Foto: Reprodução

A influenciadora Gabby Petito, de 22 anos, morreu estrangulada três ou quatro semanas antes de seu corpo ser localizado, em 19 de setembro, segundo o chefe do departamento legista do condado de Teton, Brent Blue. A informação foi comunicada nesta terça-feira em uma coletiva de imprensa. Os demais detalhes da autópsia não foram revelados, conforme lei estadual de Wyoming.

Um investigador particular sugeriu que Gabby havia sido asfixiada. Ele chegou à conclusão depois de ver um vídeo de câmera corporal com a polícia de Utah, envolvendo a influenciadora e seu noivo Brian Laundrie.

Pouco depois de confirmar que o corpo localizado no Parque Nacional Grand Teton, em Wyoming, era de Gabby, as autoridades afirmaram que a perícia inicial já indicava que ela havia sido assassinada, mas não informaram de que maneira.

Gabby e o noivo viajavam em uma van e compartilharam fotos e vídeos do passeio nas redes sociais. No início de setembro, porém, Laundrie retornou para a casa dos pais sem a companhia da noiva.

O noivo decidiu não falar sobre o caso desde que a família da jovem registrou o desaparecimento. De início, foi considerado “pessoa de interesse” na investigação, mas no último dia 23 de setembro, a Justiça expediu uma mandado de prisão contra ele, indiciando o noivo por usar o cartão de débito de Gabby após o desaparecimento. O FBI assumiu as buscas quatro dias depois.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *