General Mourão na Presidência da República, pede Estadão em editorial

O Estadão desta terça-feira (12), em editorial, pede a urgente posse constitucional do vice general Hamilton Mourão enquanto o presidente Jair Bolsonaro (PSL) convalesce no hospital Albert Einstein, em São Paulo, desde 27 de janeiro.

“Está claro que, nessas circunstâncias, o vice Hamilton Mourão deveria ter assumido o cargo, pois há diversas decisões à espera do aval do presidente, como a formatação da reforma da Previdência, para ficar só na mais importante. No entanto, Bolsonaro optou por manter-se no cargo mesmo sem ter condições para isso”, diz trecho do editorial do Estadão.

Para a publicação paulistana, os filhos do presidente da República — que não foram eleitos para o cargo nem ocupam ministérios — influenciam negativamente o pai ao passo que Mourão é mais jeitoso com a imprensa e contrário à transferência da embaixada brasileira de Tel Aviv para Jerusalém, em Israel.

O Estadão também deu uma sapecada em Bolsonaro ao clamar que ele deixe o Twitter para começar governar o país, que, segundo o editorial, está acéfalo desde que o capitão reformado do Exército está internado há mais de duas semanas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *