Governo do DF reajusta salários de médicos em 66%

dinheiro-saude-250x225
Mais de 6,3 mil profissionais da carreira médica foram afetados com o projeto de lei sancionado nesta quinta-feira (19/9) pelo governador Agnelo Queiroz, que concede aumento de 66% aos médicos, dividido em três parcelas, com o primeiro reajuste previsto ainda este mês. Quase 24 mil servidores da área da saúde terão redução de carga horária.

“A essência desse projeto é incentivar os servidores a permanecerem na rede pública porque toda melhora implica no crescimento permanente do padrão de atendimento”, destacou o governador Agnelo Queiroz na cerimônia de sanção do projeto na Associação Médica de Brasília.

O secretário de saúde, Rafael Barbosa, lembrou que em 2,5 anos de gestão mais de três mil servidores foram chamados para completar o quadro de funcionários no setor.

Com a sanção do PL nº1600/2013, os médicos passam a receber em setembro o piso de R$ 5.407,25, para jornada de 20 horas semanais, e de R$ 10.814,50, para 40 horas por semana; o salário chega R$ 14.466,39 para quem está no final de carreira.

Quando estiver totalmente implantada, em 2015, a medida elevará para R$ 6,6mil e R$ 13,2mil o piso dos profissionais com jornada de 20 horas e 40 horas, respectivamente.

As demais parcelas serão pagas em 1º de setembro de 2014 e 1º de setembro de 2015.

Além disso, os padrões de progressão e promoção de cargos na carreira médica do quadro de pessoal foram simplificados, ao passar de 25 critérios para 18.

Segundo o presidente do Sindicato dos Médicos do DF, Gutemberg Fialho, essa medida permitirá que os médicos cheguem ao topo da carreira de forma mais rápida.

RANKING – Uma pesquisa feita pela Agência Brasília e o Sindicato dos Médicos nos 15 unidades da federação com maior PIB (segundo dados do IBGE em 2010) apontou que, ainda este ano, com o pagamento da primeira parcela de aumento, o piso da categoria no DF se tornará o maior do país. (Correio Braziliense)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *