Hospital da Unimed nega que tenha tratado com cloroquina “primo” de robôs bolsonaristas

“Primo Antonio Carlos”, de 67 anos, que teria sido curado com cloroquina no hospital é mais uma fake news defendida por milícia virtual para tentar colocar fim ao isolamento social

  

Projeto Comprova apurou a história do “primo do Antonio Carlos” que se espalhou pelo Twitter na última quinta (9). De acordo com informações do Hospital Unimed-Rio, não existiu nenhum paciente com as características descritas. O paciente seria um homem chamado Antonio Carlos, de 67 anos, “primo” do(s) autor(es) do tuíte, que teria sido curado da Covid-19 com o uso de cloroquina no hospita da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

O autor do post afirma que tinha acabado de sair do Hospital Unimed da Barra, onde o “primo Antonio Carlos de 67 anos”, detectado há 16 dias com Covid-19, havia sido curado após tratamento com cloroquina, e se coloca à disposição da Record para entrevistas.

Marcelo Rubens Paiva

@marcelorubens

Como tem primo esse Antonio Carlos…

View image on Twitter
435 people are talking about this

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *