Jogadores do Náutico ameaçam entrar em greve e não enfrentar o Vasco

Atletas estão reunidos do lado de fora do gramado e não iniciaram os treinos

Daniel Leal

Quando todo mundo pensou que não havia mais como piorarem as coisas no Náutico, eis que o Timbu surpreende. No início da tarde desta quinta-feira surgiu a informação de que os jogadores alvirrubros poderiam decretar estado de greve e não iriam entrar em campo diante do Vasco, no próximo domingo, no Maracanã. O volante e capitão do time Martinez avisou aos repórteres que acompanham o clube que dará uma entrevista coletiva ao fim do treino desta tarde, no Centro de Treinamento Wilson Campos.

Poucos minutos após o recado do atleta, o jornalista Juca Kfouri, da Folha de São Paulo (do Portal UOL), através do Blog afirmou que: “É possível que o Náutico não entre em campo neste domingo, contra o Vasco, no Maracanã. O clube pagou apenas aos jogadores que permanecerão no grupo os salários que estavam com quatro meses de atraso. Os que serão dispensados não foram pagos e o grupo todo, solidário, pensa em parar. Desnecessário dizer a importância do jogo para a definição do rebaixamento.”

O gerente de futebol Lúcio Surubim admitiu que alguns jogadores estão, sim, com o direito de imagem atrasados, mas nada além disso. O diretor de futebol do clube Alexandre Homem de Melo também negou as informações. Os jogadores ficaram reunidos fora do campo, enquanto o técnico Marcelo Martelotte esteve sozinho no centro do gramado. Ao mesmo tempo, Lúcio Surubim ficava no telefone, provavelmente em busca de uma solução. Os atletas voltaram a treinar com 35 minutos, tiveram uma conversa com o gerente de futebol do Náutico e iniciaram os trabalhos “normalmente”.

Fonte: Diário de Pernambuco
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *