Juiz defende Moro: “Criminosos não têm ética”

Bretas sai em defesa de Moro após divulgação de conversas sobre Lava-Jato: ‘Criminosos não têm ética’

Juiz responsável pela 1ª instância da operação no Rio aponta que diálogos divulgados pelo The Intercept Brasil podem ter sido forjados. Autor de reportagem rebate e critica ‘tática suja’

O Globo

O juiz federal Marcelo Bretas , responsável por julgar ações da Operação Lava-Jato em primeira instância no Rio, saiu em defesa do ex-colega de magistraturaSergio Moro e apontou no Twitter que não se pode descartar a possibilidade de os diálogos divulgados neste domingo pelo site The Intercept Brasil serem forjados.

Mensagens extraídas do aplicativo Telegram e obtidas pela reportagem indicam que o ex-juiz da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba combinava atuações com o coordenador da força-tarefa da Lava-Jato , Deltan Dallagnol . Os dois negam irregularidades e denunciam invasão ilegal de suas comunicações.

“Não se deve descartar a real possibilidade de serem forjados diálogos, criando fake news. Criminosos não têm ética”, escreveu o magistrado da 7ª Vara Federal Criminal do Rio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *