Líder do grupo Mães pelo Escola Sem Partido ganha cargo na Secretaria de Cultura de Bolsonaro

Gislaine Targa vai assessorar Camilo Calandreli, fundador do Simpósio Nacional Conservador de Ribeirão Preto. A última investida do grupo nas redes foi sobre o uso de banheiros públicos por pessoas trans, que são chamadas de “transformers”

Gislaine Targa e Camilo Callandreli, ao centro (Reprodução/Facebook)

A administradora de empresas Gislaine Targa, líder do grupo Mães Pelo Escola Sem Partido foi nomeada chefe de gabinete na Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura, que está sob o comando do secretário especial da cultura, Roberto Alvim.

Ela foi indicada pelo secretário da pasta, Camilo Calandreli, fundador do Simpósio Nacional Conservador de Ribeirão Preto (SP), um dos principais eventos de articulação da nova direita.

Consultora de Recursos Humanos em Araçatuba, no interior de São Paulo, Gislaine realiza palestras para defender o projeto Escola Sem Partido e foi coordenadora do Movimento Brasil Livre (MBL) na região.

O grupo Mães pelo Escola Sem Partido, que tem mais de 33 mil seguidores no Facebook, defende pautas conservadoras do governo Jair Bolsonaro, especialmente aquelas ligadas à educação e cultura.

A última investida do grupo nas redes foi sobre o uso de banheiros públicos por pessoas trans, que são chamadas de “transformers”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *