Lúcio Vieira Lima estranha que o PT aceite o apoio de gestores do PMDB

Lilian Machado
O deputado federal Lúcio Vieira Lima, liderança do PMDB baiano, rebateu ontem as declarações do presidente estadual do PT, Jonas Paulo, ao desafiar o representante do partido a rejeitar o apoio dos governadores do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB) e do Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB) à reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) em 2014.

Lúcio considerou que não faz sentido o PT querer apoio dos gestores peemedebistas já que fazem críticas às suas administrações estaduais. “Estou aguardando a posição dele, pois já que está achando ruins os governos do Rio de Janeiro e do Mato Grosso do Sul, então que não queiram o apoio. Se o governo do Rio é ruim por que o PT ainda continua com os cargos lá, pois o PMDB da Bahia, quando verificou que o governo estadual não estava bem, entregou os cargos, diferente do PT no governo do ex-prefeito de Salvador João Henrique e agora no governo de Sérgio Cabral?”, cutucou.

O contra-ataque foi em resposta às afirmações de Jonas, que rechaçou as críticas do presidente do PMDB, Geddel Vieira Lima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *