Médicos de Reginaldo Rossi suspendem sedativos

Reginaldo Rossi apresentou melhora significativa no fim de semana, de acordo com o médico Jorge Pinho, um dos responsáveis pelo acompanhamento do cantor e compositor pernambucano, na UTI do Hospital Memorial São José. “Acabei de examiná-lo. Ele está bem melhor com relação a ontem, mas continua respirando com ajuda de aparelhos. Os índices hemodinâmicos e laboratoriais apresentaram uma uma melhora fantástica”, informou o Pinho, que é também amigo de Rossi.

A medicação para sedar o Rei do Brega foi suspensa desde o sábado. “Ele já começa a fazer contato, apertou a mão da mulher, já olha para a gente, mas ainda está sob efeito do medicamento”, conta. A pressão de Rossi foi normalizada e a taxa de leucócitos, células ligadas à defesa do organismo, aumentou. As sessões de hemodiálise continuam diárias, para tratamento da insuficiência renal.

Internação – O Rei do Brega está internado na UTI do Hospital Memorial São José. Ele procurou a instituição de saúde no dia 27 de novembro, quando sentiu fortes dores no tórax e costas.

O diagnóstico de câncer no pulmão foi divulgado na última quarta-feira, após biópsia em nódulo retirado da axila direita de Rossi, coletado no dia 4 de dezembro. A primeira sessão de quimioterapia começou na quarta-feira e terminou na sexta-feira. A previsão médica é que ele seja submetido a pelo menos seis etapas de medicamento, sempre com duração de três dias e intervalos de 21. A próxima dose deve ser ministrada no dia 3 de janeiro.

O último boletim médico foi divulgado no início da tarde deste domingo, assinado pelos três médicos que acompanham o tratamento. O estado de Rossi é grave. Ele está com insuficiência renal e respiratória e não há previsão de alta hospitalar ou saída da UTI.

Confira a íntegra do documento:

A Equipe Médica que assiste o Sr. Reginaldo Rodrigues dos Santos (Reginaldo Rossi), esclarece que o paciente permanece respirando com auxílio de aparelhos e em programação de hemodiálise diária. Houve evolução satisfatória dos parâmetros laboratoriais e hemodinâmicos nas últimas 24 horas. Foi suspensa a sedação e o paciente já começa a contactuar.

Fonte: Diário de Pernambuco

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *