Ministro da Saúde liberou recursos para negócio de filho, segundo jornal

Ex-ministro das Cidades, Gilberto Occhi é o nome cotado pelo PP para assumir a pasta (Foto: Elza Fiúza/ Agência Brasil)
Ex-ministro das Cidades, Gilberto Occhi é o nome cotado pelo PP para assumir a pasta (Foto: Elza Fiúza/ Agência Brasil)

 

O ministro da Saúde, Gilberto Occhi (PP), é apontado por uma investigação da Caixa Econômica Federal como responsável, quando ainda era superintendente nacional de Gestão do banco no Nordeste, pela liberação de recursos para a compra de casas lotéricas vendidas por seu filho e seu enteado em Alagoas. É o que informa o jornal Folha de S. Paulo.

De acordo com a apuração independente, o recurso da Caixa foi transferido a um prefeitura local e após isso, por meio da triangulação com um fornecedor, enviado à conta de uma das casas lotéricas negociadas. O depósito foi de R$ 200 mil.

Gustavo Occhi, filho do ministro, e Diogo Andrade dos Santos, filho da mulher dele, conseguiram, em 2011, concessões da Caixa para explorar três lotéricas nos municípios alagoanos de Atalaia, Coqueiro Seco e Satuba, detalha o jornal. Na época, Occhi já era gestor da Caixa. As três lotéricas foram vendidas em janeiro de 2013.

De acordo com o decreto 7.203, de junho de 2010, que trata do nepotismo na administração pública, os dois parentes de Occhi não deveriam sequer participado do primeiro processo de concessão das lotéricas, lembra o jornal.

A operação rendeu aos parentes de Occhi, que viria depois a assumir a vice-presidência e presidência da Caixa – cargo que deixou em abril deste ano para comandar a pasta de Saúde -, um ganho de pelo menos 100% em comparação ao que desembolsaram para comprar as lotéricas um ano e meio antes.

À Folha, o ministro Gilberto Occhi afirmou por meio de nota que o processo de concessão das lotéricas em Alagoas “respeitou toda a legislação vigente à época” e negou qualquer interferência na licitação. “Não há possibilidade de intervenção de qualquer pessoa no processo”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *