Ministro da Saúde, Queiroga diz que é ‘melhor perder a vida do que a liberdade’

O ministro da Saúde tentou justificar as regras brandas anunciadas para viajantes que cheguem ao Brasil

www.brasil247.com - Marcelo Queiroga
Marcelo Queiroga (Foto: Reprodução)

Ao lado do ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP-PI), e do advogado-geral da União, Bruno Bianco, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, ao anunciar nesta terça-feira (7) quais medidas seriam adotadas no Brasil para o controle da chegada de viajantes ao Brasil, declarou: ‘melhor perder a vida do que a liberdade’.

A frase veio em um contexto no qual o ministro tentava justificar a decisão tomada com o discurso de – suposto – respeito às garantias fundamentais de cada cidadão.

O governo Bolsonaro, contrariando a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), impôs regras brandas para estrangeiros que cheguem ao território nacional.

.

Segundo Queiroga, “é necessário defender as liberdades individuais, respeitar os direitos dos brasileiros acessarem livremente as políticas públicas de saúde”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.