Moro é acionado para investigar “fake news” sobre encontro de Regina Duarte com Jandira Feghali

Pedido partiu do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que cita “notícia” de site conhecido por divulgar fake news em prol de Jair Bolsonaro

Regina Duarte e Marcelo Álvaro Antônio (Divulgação/PR)

Investigado por uso de candidaturas laranjas pelo PSL em Minas Gerais nas eleições de 2018, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, acionou o colega da Justiça para investigar supostas fake news envolvendo a atriz Regina Duarte, aspirante à Secretaria de Cultura do governo.

Segundo a coluna de Mônica Bergamo, na edição deste sábado (15) da Folha de S. Paulo, o documento se refere diretamente a uma suposta reportagem publicada no site Crítica Nacional que acusa Duarte de se encontrar com a deputada Jandira Feghali (PCdoB) e a empresária Paula Lavigne.

“Ressalto que em apuração interna, verificou-se que não houve qualquer tratativa sobre o assunto abordado na mensagem eletrônica supracitada”, diz Marcelo Álvaro, no ofício.

Dirigido por Paulo de Oliveira Eneas, o site Crítica Nacional é um dos preferidos do clã presidencial e é acusado de propagar fake news em prol de Jair Bolsonaro.

A reportagem afirma que a “Secretária Especial de Cultura Regina Duarte agendou encontros na secretaria com a deputada federal Jandira Feghali e com Paula Lavigne, esposa de Caetano Valoso e uma das figuras públicas esquerdistas do meio artístico de maior visibilidade no País”.

Ainda há menção ao Ministério do Turismo: “Foi dada uma ordem pelo Ministério do Turismo para abrir agenda para a Jandira Feghali por determinação direta de Regina Duarte, que convidou a deputada comunista para o encontro na secretaria”.

A tentativa de ligar Duarte e Lavigne com as informações falsas ocorre após a atriz, organizadora do movimento 342 Artes, ter anunciado uma lista de pedidos para Duarte, caso assumisse a Secretaria.

As duas chegaram a trabalhar juntas na Globo, e, sobre a nomeação de Duarte para o cargo, Lavigne afirmou que “na situação de desmonte total da cultura que estamos vivendo, ter Regina Duarte pode ajudar”, ao dizer que a atriz era “de direita, mas não é nazista”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *