Mulher de Schumacher pede que jornalistas saiam da porta do hospital

corinna

Internado desde o dia 29 de dezembro devido ao grave acidente que sofreu enquanto esquiava na pista de Meribél, na França, Michael Schumacher está em coma induzido e alterações no seu estado de saúde são acompanhadas de perto pelos jornalistas, quem estão a postos na porta do Centro Hospitalar de Grenoble à espera de novas informações. Vendo o alemão em uma situação complicada e sofrendo com o assédio da imprensa, Corinna, mulher do ex-piloto, pediu para que os jornalistas deixem o hospital.

“É importante para mim que vocês deixem os médicos e o hospital. Eu peço que vocês confiem nas declarações deles e deixem o hospital. Por favor, deixem a nossa família em paz”, disse Corinna.

Quem também se manifestou foi Sabine Kehm, assessora do heptacampeão mundial, que desmentiu declarações atribuídas a ela nesta segunda-feira e negou que o alemão já não corra mais rico de vida.

Após alguns dias sem notícias de Schumacher, o hospital emitiu um boletim médico nesta segunda-feira confirmado que ele segue em coma com estado estável, porém crítico. (Gazeta Press)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *