Mulher morre em casa e passa mais de nove horas sem sepultamento em Petrolina

Maria Eunice Silva Lima sentiu-se mal na manhã desta terça-feira (07) e antes que fosse socorrida, faleceu na sala da sua casa, localizada na Rua 13 do bairro Fernando Idalino, em Petrolina. De acordo com seus familiares, uma médica da atenção básica foi à residência e atestou a morte, apontando a covid-19 como causa. Porém, há cerca de 20 dias, Eunice procurou atendimento após um mal-estar e foi notificada como caso suspeito. Mas, dia 29 de junho foi submetida ao teste rápido e, segundo a família, o resultado deu negativo.

Diante disso, os parentes de Maria Eunice buscaram a Secretaria Municipal de Saúde para uma nova testagem.  Aguardaram a equipe por toda manhã. Enquanto isso, o corpo permaneceu no local. A chegada do serviço funerário só foi possível por volta das 17h30. Enquanto isso, os moradores da casa tiveram o dia inteiro de convivência com essa situação. Na tentativa de um velório mais humanizado, colocaram um travesseiro e cobriram Eunice como se ela estivesse dormindo.

O Nossa Voz entrou em contato com Eulália da Silva Lima, que, com a voz embargada, relatava o fato. Segundo Lalinha, como é conhecida, uma equipe da Secretaria de Saúde fez a coleta de material para exame em laboratório. A informação repassada foi que o resultado deve sair em sete dias. “A médica colocou que ela sofreu um infarto, uma trombose e marcou lá como covid. Estamos aguardando o resultado desse novo teste. Se der negativo, eu não vou deixar barato”, ponderou.

A Secretaria Municipal de Saúde e o serviço funerário foram contatados e em breve devem trazer seus posicionamentos acerca dessa situação.

Fonte: Blog Nossa Voz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *