Nem Bolsonaro, nem Lula

Bolsonaro e Lula, as duas principais lideranças nacionais do País em campos opostos, não se revelam bons cabos eleitorais nas eleições municipais que se avizinham. O ex-presidente demonstrou explicitamente, em seu perfil no Twitter, apoio a oito candidatos a prefeito nas capitais brasileiras. O atual chefe do Executivo sinalizou a outros três. Nenhum deles, no entanto, lidera as pesquisas nas capitais. Os últimos levantamentos mostram que, hoje, o aceno dos políticos não significa, necessariamente, bom desempenho no pleito.

Em São Paulo, capital mais rica e populosa do País, Celso Russomanno (Republicanos) recebeu apoio de Bolsonaro e vem perdendo popularidade. As últimas pesquisas mostram queda nas intenções de voto do candidato, que agora aparece, numericamente, atrás de Bruno Covas (PSDB). Já Jilmar Tatto (PT), apoiado por Lula, tem 4%. No Rio, o primeiro colocado nas pesquisas não recebeu apoio nem de Lula nem de Bolsonaro: Eduardo Paes (DEM) tem 28%, segundo o último estudo divulgado pelo Datafolha.

O atual prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) é apoiado por Bolsonaro. Ele tenta ir ao segundo turno, mas aparece empatado numericamente com Martha Rocha (PDT) e tecnicamente com Benedita da Silva (PT) – candidata de Lula. Já em Belo Horizonte, Nilmário Miranda (PT) é o candidato apoiado por Lula. Bruno Engler (PRTB), por Bolsonaro. Ambos patinam com 2% e 3% das intenções de voto, respectivamente. O primeiro colocado é o prefeito Alexandre Kalil (PSD), que tem 60%.

No Recife, o ex-presidente Lula demonstrou apoio a Marília Arraes (PT), que tenta ir ao segundo turno, mas está em situação de empate técnico com a Delegada Patrícia Domingos (Podemos) e Mendonça Filho (DEM), enquanto em Fortaleza o PT tem uma de suas mais bem colocadas candidatas: Luizianne Lins. Ela é apoiada por Lula e no cenário atual pode chegar ao segundo turno com o Capitão Wagner (Pros). Em Salvador, por sua vez, a candidata apoiada por Lula é a Major Denice (PT).

As pesquisas indicam, no entanto, que Bruno Reis (DEM) – apoiado pelo correligionário ACM Neto, atual prefeito da cidade – pode ganhar já no primeiro turno. Em Aracaju, outrora reduto do PT, o candidato apoiado por Lula é Márcio Macêdo (PT), que aparece com apenas 6% das intenções de voto. Em Natal, Lula demonstrou apoio a Jean Paul Prates (PT), atual senador, que aparece com apenas 2% das intenções de

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *